"Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche."

Martha Medeiros

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Mas nada me impede de pensar
Que um dia o tempo até possa voltar
Pra trazer de novo
Tudo de novo
Os passos que tracei quando saí
Com o tempo me trouxeram até aqui
Marquei todo caminho
Pra voltar sozinho

E hoje paro pra pensar
No que me importa
Se o tempo não for mais voltar
Boa noite, Cinderela.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Salgueiro Chorão.


"Salgueiro chorão com lágrimas escorrendo
Por que você chora e fica gemendo?
Será porque ele lhe deixou um dia?
Será porque ficar aqui não mais podia?
Em seus galhos ele se balançava
E ainda espera a alegria que aquele balançar lhe dava
Em sua sombra abrigo ele encontrou
Imagina que seu sorriso jamais se acabou
Salgueiro Chorão pare de chorar!
Há algo que poderá lhe consolar
Acha que a morte para sempre os separou
Mas em seu coração para sempre ficou."

Meu Primeiro Amor.

Esse é meu filme preferido e essa poesia é a parte mais emocionante dele. Resolvi colocar aqui porque faz um certo sentido para mim e também porque ando sem tempo de postar. Mas esta semana ainda vou tentar postar algo porque ando precisando esvaziar..enfim.


Boa semana!